Nossa História


Nossa História

A Casa de Portugal em São Paulo foi fundada no dia 13 de Julho de 1935, por portugueses e luso-brasileiros de grande destaque daquela época, que se reuniram com essa finalidade na sede do então “Centro do Minho”, uma associação que representava os portugueses dessa região. A Casa de Portugal dispõe de um patrimônio que ressalta a tradição e a preservação dos valores históricos, culturais e a presença dos portugueses em São Paulo.

Criada com a intenção de servir como uma instituição de apoio e assistência à Comunidade Portuguesa da época, motivo pelo qual desde o princípio estabeleceu um acordo de cooperação com a Beneficência Portuguesa de São Paulo, depois de curto período dedicado a sua implantação e fortalecimento, logo passaria a atuar como “Casa Mãe”, na defesa da língua portuguesa, assim como na divulgação dos valores e das tradições herdadas dos nossos antepassados, além da prestação dos serviços em caráter assistencial e social e representação da comunidade portuguesa.

O projeto do edifício da Casa de Portugal foi inspirado numa ideia do Arquiteto Ricardo Severo num discurso proferido em 1919 sobre como deveria ser o edifício da futura Casa (sócio de Ramos de Azevedo) e autor de dezenas de projetos de grande impacto na cidade de São Paulo, o edifício foi inaugurado em 1956, inauguração ainda integrada nas comemorações do quarto centenário da fundação da cidade de São Paulo.

Desde a sua fundação, a Casa de Portugal tem se afirmado como uma instituição representativa da Comunidade Luso-Brasileira e é referência na área da promoção cultural, buscando parcerias que possam dar visibilidade à instituição e ao intercâmbio luso-brasileiro, tais como com a Rádio e Televisão Cultura, Companhia do Metrô, Conjunto Nacional, Academia Luso-Brasileira de Jurisprudentes, Secretaria Municipal de Cultura, Secretaria Estadual da Cultura, Consulado Geral de Portugal, entre outros.

Assumiram a presidência da Casa de Portugal portugueses de grande representatividade e destaque na sociedade brasileira, o que tem permitido que a Instituição faça parte do acervo cultural da cidade de São Paulo e a sua atuação seja integrada na vida sócio-cultural da sociedade paulista e paulistana.

No edifício sede da Casa de Portugal funcionam também o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo e o Núcleo de apoio à carenciados da Provedoria da Comunidade Portuguesa, unindo-se à Casa de Portugal na tarefa de evidenciar a presença portuguesa no Brasil e estreitar os laços históricos, culturais, comerciais e econômicos existentes entre Brasil e Portugal. Seus salões são referencia na cidade para a realização de eventos sociais e institucionais, hoje a principal fonte de receitas para a Casa.